segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Pão Francês Delishville - Sem Glúten e Sem Lactose



 Olá pessoal! Essa receita é muito mais que especial, a referência dela é o blog da Leila (Delishville Sem Glúten) aqui ela revela com detalhes a emoção de conseguir fazer um pão francês, vale a pena correr lá e ler tudinho antes de continuar nessa receita ;)
Bem a ansiedade foi tamanha de fazer esse pão que corri a cidade atrás do novo ingrediente o Psyllium Husk, que é uma fibra muito usada recentemente para regular o intestino com muitas propriedades boas para a saúde, abaixo coloquei o link onde explica tudo direitinho. É importante saber que se encontra em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação, em Palmas encontrei na farmácia Fórmula Mais.
Na ansiedade de fazer o pão confesso que não li com atenção a receita e cometi dois erros:
1 - Era 1 colher de sopa de goma xantana, coloquei 1 colher de chá;
2 - O forno não era preaquecido, e eu fiz como sempre, preaquecido.
Estou revelando isso aqui porque a experiência foi mais feliz com esses "erros" do que quando repeti e fiz do jeito que estava na receita de Leila. Acredito que haja diferença principalmente no clima, pois ela está na Inglaterra e eu no calor de 40 graus de Palmas - TO.
Tentarei mais uma vez para que fique igual ao da Leila, mas achei que valia a pena postar essa também!
Vamos à receita:


INGREDIENTES:
2 xicaras da mistura de farinhas sem glúten - receita abaixo:

Mistura de farinhas:
Rende 5 xicaras
1 xícara de farinha de arroz;
1 ½ xícara de maisena;
1 ½ xic de polvilho doce;
½ xícara de fubá;
 Misture bem todos os ingrediente e coloque num recipiente fechado.

3 colheres (sopa) de farinha de amêndoas (passei no multiprocessador amêndoas laminadas);
1 colher de sopa de fermento biológico seco para pão;
1 ovo inteiro + 1 clara;
1/2 colher (chá) de psyllium husk em pó;
1 colher (chá) de goma xantana ( ou CMC);
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio;
½ colher (chá) de sal;
1 colher (chá) de gelatina em pó sem sabor;
 3 colheres (sopa) de creme vegetal derretido (uso Becel), ou margarina comum, para quem nao tem problema com lactose;
1 colher de (chá) de vinagre branco (de arroz ou de maçã);
1 1/2  colher (sopa) de mel;
1 xícara ( 250ml) de água morna;
Semente de gergelim para decorar;
Farinha de mandioca para polvilhar as forminhas.

Para o pãozinho ficar no formato de françês, faça as forminhas de papel alumínio, para cada forminha vai precisar de 50cm de papel alumínio. Corte e dobre algumas vezes ( 4-5). Molde em formato de forminhas ovais no tamanho de 15cm de comprimento x 5 cm de largura e 5-7 cm de altura.
Unte com creme vegetal e enfarinhe com farinha de mandioca.

Coloque dentro da batedeira todos os ingredientes secos.
Em seguida acrescente os ovos, o mel, vinagre, margarina sem lactose derretida e a água morna.
Bata na velocidade média da batedeira por cerca de 8 minutos, desligando de vez em quando para raspar as laterais.
Coloque duas colheres (sopa) de massa dentro de cada forminha e espalhe com a colher, pois fica muito pegajosa.
Verifique o aspecto da massa

                                               A massa é pegajosa, difícil de cair da colher

Polvilhe por cima do massa sementes de gergelim.
Leve para descansar em um ambiente quente e sem vento, coloco dentro do microondas. A massa deve dobrar de volume. Usei forminhas de pão de mel além das feitas de alumínio.


                                                  Os pãezinhos começando a crescer

Assim que puser o pão para crescer,  programe o forno elétrico para 180C, depois de crescidos  asse-os por 30 minutos ou mais , dependendo do forno.
 Assim que estiverem assados, retire do forno e deixe descansando em uma grade.

Observação: assim como acontece com o pão francês com gluten, a casquinha crocante não dura muitas horas mas, basta aquecê-lo novamente no forno ou torradeira que ele volta a ficar crocante. O pão pode ser congelado também como os outros.


E assim ficou o quase pão francês!

                                            Ficou com a casquinha crocante e o miolo macio

                             Não ficou tão leve como o da Leila, mas ficou delicioso. Ainda chego lá!


                                               Esse é o da forminha de pão de mel!

Espero que gostem, se tiverem um resultado melhor que o meu mandem seus comentários. Graças a pessoas como a Leila estamos evoluindo muito nas receitinhas!



16 comentários:

  1. Oi, Josi!
    Aqui em Santos é muito difícil conseguir goma chantana. Você conhece algum site confiável que venda a goma chantana?
    Hoje mesmo vou atrás do tal Psyllium Husk.
    Muito obrigada pelas dicas.
    Beijocas e muitas feliciedades!

    Sílvia de Souza Araújo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvia,
      Em Porto Alegre a loja Briut (www.briut.com.br) tem a goma para vender. Enviamos por sedex!
      Um abraço

      Excluir
    2. Meu Pão Caseiro sem Gluten e Lactose12 de fevereiro de 2015 07:07

      Olá, Silvia, também sou de Santos e compro goma xantana no site da só insumos. Vendem pacote de 500g e 1k e é certificado. Voce também pode comprar na Homeoformula, pacotinhos de 10g.

      Excluir
    3. Meu Pão Caseiro sem Gluten e Lactose12 de fevereiro de 2015 07:07

      Olá, Silvia, também sou de Santos e compro goma xantana no site da só insumos. Vendem pacote de 500g e 1k e é certificado. Voce também pode comprar na Homeoformula, pacotinhos de 10g.

      Excluir
  2. Oi Silvia! Como está? Não conheço sites que vendam a Goma Xantana, mas com certeza você encontra em São Paulo, aqui compro nas lojas Mundo Verde. Espero que encontre, pode ser o CMC também, aqui compro na loja do Padeiro.
    Boa sorte querida, vai adorar esse pão!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá Josi, qual marcar de psyllium vc compra? Andei pesquisando e vi que tem varias, algumas com sabor de laranja, outras em cápsulas de 500mg. Estou em dúvida. Qual é melhor?

    ResponderExcluir
  4. Mariana, comprei em uma farmácia de manipulação, apenas o principio ativo mesmo. Esses misturados com sabor já são bebidas prontas, não funciona. Procure em farmácias de manipulação e explique para que vai usar, paguei 30,00 em um pote com 100g.

    ResponderExcluir
  5. Oi Josi, tudo bem?? Que bom ter encontrado alguém que fez o pão francês feito pela Leila do Delishville. Também fiquei ansiosa em reproduzir a receita. O Pysillium Husk eu não encontrei aqui em Salvador, achei um outro da marca Schraiber e resolvi fazer assim mesmo tanto era a vontade fazer esse pão.O resultado não foi o mesmo da Leila, mas ficou muito bom.Acredito que um dos fatores além do clima e umidade é o forno elétrico com ventilação que ela possui, o meu é um fogão a gás comum e com certeza contribuiu para não dar certo, aquela crocância que ela conseguiu no pão me deu água na boca, que vontade de "cair de boca" naquele pão, enfim vou continuar tentando mas já ficou muiiiito bom!!! Se voce conseguir nos passe as dicas, assim como eu,se conseguir passarei também. Um abraço pra voce. Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice, o meu ficou crocante, mas não como o dela. Vou tentar de novo e passo sim! Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha sugestão para ficar bem crocante é colocar um recipiente com água dentro do forno enquanto os pães estão assando, a umidade deixa a casquinha crocante e o interior macio. E, para ficar no formato de baguete a alternativa (para quem não quiser importar uma forma) é pedir a um funileiro que faça uma forma similar a uma telha daquelas antigas de zinco, com espaço para dois ou três baguetes.
      Abraço,

      Excluir
  7. Josi o psyllium pode ser aquele sem sabor que encontramos no mercado municipal?

    ResponderExcluir
  8. Oi Josi, o uso do psyllium husk é obrigatório?

    ResponderExcluir
  9. Oi, fiz a receita e o miolo do pão ficou macio, mas marrom claro, é assim mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, é assim mesmo, o psylium pode deixar essa cor!

      Excluir

O seu comentário é importante para mim!
Entre em contato também pelo e-mail: josi.buzachi@gmail.com.