segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Pão Francês Delishville - Sem Glúten e Sem Lactose



 Olá pessoal! Essa receita é muito mais que especial, a referência dela é o blog da Leila (Delishville Sem Glúten) aqui ela revela com detalhes a emoção de conseguir fazer um pão francês, vale a pena correr lá e ler tudinho antes de continuar nessa receita ;)
Bem a ansiedade foi tamanha de fazer esse pão que corri a cidade atrás do novo ingrediente o Psyllium Husk, que é uma fibra muito usada recentemente para regular o intestino com muitas propriedades boas para a saúde, abaixo coloquei o link onde explica tudo direitinho. É importante saber que se encontra em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação, em Palmas encontrei na farmácia Fórmula Mais.
Na ansiedade de fazer o pão confesso que não li com atenção a receita e cometi dois erros:
1 - Era 1 colher de sopa de goma xantana, coloquei 1 colher de chá;
2 - O forno não era preaquecido, e eu fiz como sempre, preaquecido.
Estou revelando isso aqui porque a experiência foi mais feliz com esses "erros" do que quando repeti e fiz do jeito que estava na receita de Leila. Acredito que haja diferença principalmente no clima, pois ela está na Inglaterra e eu no calor de 40 graus de Palmas - TO.
Tentarei mais uma vez para que fique igual ao da Leila, mas achei que valia a pena postar essa também!
Vamos à receita:


INGREDIENTES:
2 xicaras da mistura de farinhas sem glúten - receita abaixo:

Mistura de farinhas:
Rende 5 xicaras
1 xícara de farinha de arroz;
1 ½ xícara de maisena;
1 ½ xic de polvilho doce;
½ xícara de fubá;
 Misture bem todos os ingrediente e coloque num recipiente fechado.

3 colheres (sopa) de farinha de amêndoas (passei no multiprocessador amêndoas laminadas);
1 colher de sopa de fermento biológico seco para pão;
1 ovo inteiro + 1 clara;
1/2 colher (chá) de psyllium husk em pó;
1 colher (chá) de goma xantana ( ou CMC);
¼ colher (chá) de bicarbonato de sódio;
½ colher (chá) de sal;
1 colher (chá) de gelatina em pó sem sabor;
 3 colheres (sopa) de creme vegetal derretido (uso Becel), ou margarina comum, para quem nao tem problema com lactose;
1 colher de (chá) de vinagre branco (de arroz ou de maçã);
1 1/2  colher (sopa) de mel;
1 xícara ( 250ml) de água morna;
Semente de gergelim para decorar;
Farinha de mandioca para polvilhar as forminhas.

Para o pãozinho ficar no formato de françês, faça as forminhas de papel alumínio, para cada forminha vai precisar de 50cm de papel alumínio. Corte e dobre algumas vezes ( 4-5). Molde em formato de forminhas ovais no tamanho de 15cm de comprimento x 5 cm de largura e 5-7 cm de altura.
Unte com creme vegetal e enfarinhe com farinha de mandioca.

Coloque dentro da batedeira todos os ingredientes secos.
Em seguida acrescente os ovos, o mel, vinagre, margarina sem lactose derretida e a água morna.
Bata na velocidade média da batedeira por cerca de 8 minutos, desligando de vez em quando para raspar as laterais.
Coloque duas colheres (sopa) de massa dentro de cada forminha e espalhe com a colher, pois fica muito pegajosa.
Verifique o aspecto da massa

                                               A massa é pegajosa, difícil de cair da colher

Polvilhe por cima do massa sementes de gergelim.
Leve para descansar em um ambiente quente e sem vento, coloco dentro do microondas. A massa deve dobrar de volume. Usei forminhas de pão de mel além das feitas de alumínio.


                                                  Os pãezinhos começando a crescer

Assim que puser o pão para crescer,  programe o forno elétrico para 180C, depois de crescidos  asse-os por 30 minutos ou mais , dependendo do forno.
 Assim que estiverem assados, retire do forno e deixe descansando em uma grade.

Observação: assim como acontece com o pão francês com gluten, a casquinha crocante não dura muitas horas mas, basta aquecê-lo novamente no forno ou torradeira que ele volta a ficar crocante. O pão pode ser congelado também como os outros.


E assim ficou o quase pão francês!

                                            Ficou com a casquinha crocante e o miolo macio

                             Não ficou tão leve como o da Leila, mas ficou delicioso. Ainda chego lá!


                                               Esse é o da forminha de pão de mel!

Espero que gostem, se tiverem um resultado melhor que o meu mandem seus comentários. Graças a pessoas como a Leila estamos evoluindo muito nas receitinhas!